CDI: Tudo o que você precisa saber para investir melhor

Tempo de leitura: 5 minutos

Muitas vezes, quando vamos investir em algum produto financeiro, siglas desconhecidas aparecem e podem nos confundir. Uma dessas siglas é o tal do do CDI – Certificado de Depósito Interbancário.

Esses certificados nada mais são do que títulos de curtíssimo prazo (1 dia) emitidos pelas instituições financeiras usados para lastrear as operações do mercado interbancário.

Tecnicamente, funciona assim: os bancos, por regra do Banco Central, precisam encerrar o dia com o saldo em caixa positivo. Então, para isso, os bancos acabam emprestando dinheiro entre si.

Esses empréstimos são feitos por meio de um certificado de depósito interbancário (porque eles são negociados entre os bancos).

A média das taxas desses títulos formam a taxa DI-Cetip, ou simplesmente, DI.

Mas não se preocupe com o “economês” nem com o “financês”. Este artigo foi escrito para facilitar a sua vida.

Você também não precisa se preocupar em do que chamamos o tal certificado. Já é hábito chamarmos de taxa, de índice… pra você, na prática, tanto faz.

Também não se preocupe com a nomenclatura: CDI ou DI também dá no mesmo em termos práticos.

E qualquer dúvida não hesite em deixar um comentário.

Mas por que o isso me importa?

Se você já investe em renda fixa, o CDI já deve ser seu conhecido, porque muitos investimentos têm suas rentabilidades atreladas a ele.

Outros investimentos, como fundos multimercado, por exemplo, usam essa taxa como benchmark, ou seja, para fins de comparação.

Taxa CDI e a taxa SELIC

Antes de entendermos o que é a tal da rentabilidade atrelada ao CDI, temos que saber que a taxa CDI acompanha a taxa Selic, sendo que a diferença entre as duas é bem pequena.

Como os bancos emprestam dinheiro entre si utilizando o CDI, quanto menor é essa taxa, mais barato é o custo do dinheiro no mercado financeiro. É por isso que a rentabilidade dos principais produtos financeiros de renda fixa caem quando a taxa Selic cai.

Rentabilidade atrelada?

Mais um ponto muito importante que você precisa aprender: você não investe no CDI, você investe em algum produto financeiro que tem a rentabilidade atrelada a ele.

Assim, você pode investir em CDB’s, LCI’s, LCA’s, LC’s, entre outros e ter uma rentabilidade atrelada à taxa DI.

Tudo fica mais claro com um exemplo.

Digamos que você tenha investido em um CDB de um grande banco com rentabilidade de 80% da taxa CDI.

Então, se a taxa CDI estiver em 10% a.a. (ao ano), o seu CDB vai render 8% a.a..
Ou seja, no mesmo exemplo, um outro CDB que rende 100% do CDI renderia 10% a.a..

Por isso é interessante buscar produtos financeiros de renda fixa com maior percentual do CDI possível.

E não se confunda: um produto financeiro que rende 100% do CDI não possui rentabilidade de 100% ao ano, ele apenas paga exatamente o rendimento da taxa CDI durante o período.

E o tal do benchmark?

Um benchmark é uma taxa usada como referência.

Por exemplo, um fundo multimercado pode utilizar o CDI como benchmark (referencial) para avaliar a performance de sua carteira.

Mas por quê?

Porque você facilmente encontra títulos públicos e outros produtos financeiros que rendem a taxa CDI com risco bastante reduzido. Assim, na análise de investimentos, você pode usar essa taxa como a taxa livre de risco.

Supondo que a taxa CDI esteja em 10% a.a.. Você investiria em um fundo que historicamente tem rendimento de 7% a.a.? E em um fundo que historicamente tenha tido rendimento de 15% a.a.?

A performance desses fundos precisa de uma taxa de referência, ou seja, alguma coisa para comparar com a rentabilidade deles.

Essa referência também pode ser usada nos seus investimentos.

Toda vez que você buscar um produto financeiro ou até mesmo um negócio próprio, um imóvel ou qualquer tipo de investimento, é importante que o rendimento ultrapasse o CDI.

Taxa CDI hoje

Para conhecer qual a taxa DI hoje, consulte o site da Cetip.

Na tabela abaixo há uma série histórica com a média mensal de 2007 a 2016.

Série Histórica do CDI (2007-2016)
Mês/
Ano
2016 201520142013201220112010200920082007
Jan1,050,930,840,590,880,860,661,040,921,08
Fev1,000,820,780,480,740,840,590,850,790,87
Mar1,161,040,760,540,810,920,760,970,841,05
Abr1,050,950,810,600,700,840,660,840,900,94
Mai1,110,980,860,580,730,980,750,770,871,02
Jun1,161,070,820,590,640,950,790,750,950,90
Jul1,111,180,940,710,670,960,860,781,060,97
Ago1,211,110,860,700,691,070,890,691,010,99
Set1,111,110,900,700,540,940,840,691,100,80
Out1,051,110,940,800,610,880,810,691,170,92
Nov1,041,050,840,710,540,860,810,661,000,84
Dez1,121,160,960,780,530,900,930,721,110,84
 Acum.
(anual)
14,0013,2410,818,068,4011,599,759,8812,3811,81

Como posso investir?

Conforme eu já expliquei, não é possível investir no CDI diretamente. Você precisa buscar produtos financeiros que tenham suas rentabilidades atreladas a ele.

Como a taxa é dinâmica, alterando-se diariamente, é necessário investir na modalidade pós-fixada.

Alguns exemplos são:

CDB

O CDB (Certificado de Depósito Bancário) é um título emitido pelos bancos para captar dinheiro de pessoas físicas. Nos CDB’s você empresta dinheiro para o banco e recebe um prêmio por isso (seu rendimento).

Nas modalidades pós-fixadas o rendimento do CDB é determinado por um percentual da taxa DI.

Se quiser saber mais, escrevi um artigo só sobre CDB, que você pode acessar clicando aqui.

LCI

A LCI (Letra de Crédito Imobiliário) é um título emitido pelos bancos para captar dinheiro de pessoas físicas a fim de financiar projetos imobiliários. Assim como nos CDB’s, nas LCIs você empresta dinheiro para o banco e recebe um prêmio por isso (seu rendimento).

Há opções de LCI pós-fixadas, com rentabilidade atrelada ao DI.

O ponto alto das LCIs é que são isentas de Imposto de Renda (IRPF).

Fundos DI

Os bancos costumam disponibilizar para seus clientes fundos de investimentos atrelados ao DI.

Se você for investir em um fundo DI, preste atenção nas taxas de administração. Elas podem corroer seu rendimentos.

Conclusão

Neste artigo você aprendeu sobre a taxa CDI e os motivos pelos quais você precisa conhecê-la.

Se você quiser aprender mais sobre conceitos de finanças, não deixe de se cadastrar no nosso curso básico e gratuito de investimentos.

Tem alguma dúvida? Deixe seu comentário!

E, por fim, você quer aprender finanças com a gente? Estamos montando um curso básico de finanças totalmente grátis. Faça parte da nossa lista de espera cadastrando seu e-mail logo abaixo.

Curso Básico de Investimentos (Gratuito)

Insira o seu endereço de email abaixo para entrar na lista de espera do nosso curso grátis de investimentos (nível básico)!


Imagem por Designed by Freepik